Kursy językowe Poznań
Kursy Poznań
Znajdujesz się w: Porto Alegre  »  Gramatyka  »  Gramática portuguesa  »  ARTIGO (rodzajnik)

Gramática portuguesa
  • ARTIGO (rodzajnik)

    É a palavra variável em gênero e número que precede um substantivo, determinando-o de modo preciso (artigo definido) ou vago (artigo indefinido).

    Os artigos classificam-se em:

    - Artigos Definidos: o, a, os, as,

    - Artigos Indefinidos: um, uma, uns, umas.

    Ex. O garoto pediu dinheiro. (Antecipadamente, sabe-se quem é o garoto.)
    Um garoto pediu dinheiro. (Refere-se a um garoto qualquer, de forma genérica.)

  • Emprego dos artigos (stosowanie rodzajników)

    - Ambos / ambas: (oboje / obie)
    Usa-se o artigo entre o numeral ambos e o elemento posterior, caso este exija o seu uso.

    Ex. Ambos os atletas foram declarados vencedores. (Atletas é substantivo que exige artigo.)
    Ambas as leis estão obsoletas. (Leis é substantivo que exige artigo.)

    - Todos: (wszyscy)

    Usa-se o artigo entre o pronome indefinido todos e o elemento posterior, caso este exija o seu uso.

    Ex. Todos os atletas foram declarados vencedores.
    Todas as leis devem ser cumpridas.
    Todos vocês estão suspensos.

    - Todo: (cały / każdy)

    Diante do pronome indefinido todo, usa-se o artigo, para indicar totalidade; não se usa, para indicar generalização.

    Ex. Todo o país participou da greve. (O país todo, inteiro.)
    Todo país sofre por algum motivo. (Qualquer país, todos os países.)

    - Cujo: (którego,której,których, czyja, czyj, czyich)

    Não se usa artigo após o pronome relativo cujo.

    Ex. As mulheres, cujas bolsas desapareceram, ficaram revoltadas.
    (não fala-se: cujo as bolsas.)

    - Pronomes Possessivos: (zaimki dzierżawcze)

    Diante de pronomes possessivos, o uso do artigo é facultativo.

    Ex. Encontrei seus amigos no Shopping.
    Encontrei os seus amigos no Shopping.

    - Nomes de pessoas: (imiona)

    Diante de nome de pessoas, só se usa artigo, para indicar afetividade ou familiaridade.

    Ex. O Pedrinho mandou uma carta a Fernando Henrique Cardoso.

    - Casa: (dom)

    Só se usa artigo diante da palavra casa (lar, moradia), se a palavra estiver especificada.

    Ex. Saí de casa há pouco.
    Saí da casa do Gilberto há pouco.

    - Nomes de lugares: (miasta/kraje/kontynenty)

    Só se usa artigo diante da maioria dos nomes de cidades, quando estiver qualificado.

    Ex. Estive em São Paulo, ou melhor, estive na São Paulo de Mário de Andrade.

    Nota: Alguns nomes de lugar vêm acompanhados de artigo: a Bahia / o Rio de Janeiro / o Cairo; outros têm o uso do artigo facultativo. São eles: África, Ásia, Europa, Espanha, França, Holanda e Inglaterra.


    - Nomes de jornais, revistas...: (czasopisma/gazety)

    Não se deve combinar com preposição o artigo que faz parte do nome de jornais, revistas, obras literárias.

    Ex. Li a notícia em O Estado de São Paulo.

    Os artigos indefinidos (um/uns/uma/umas) frequentemente servem apenas de “recheio” para as frases podendo assim, serem omitidos. (a idéia do artigo continua, ele apenas está ausente).

    Por ex. Um tal gesto é digno de nossos aplausos. (tal gesto é digno de nossos aplausos.)
    O homem tinha uma cara de poucos amigos. (O homem tinha cara de poucos amigos.)
    Às vezes esperam-no em casa umas surpresas desagradáveis. (Às vezes esperam-no em casa surpresas desagradáveis.
    Ela ainda guarda um certo ressentimento do ex-namorado. (Ela ainda guarda certo ressentimento do ex-namorado.)
    Uns meses depois, ela casou-se com um outro artista. (Meses depois, ela casou-se com outro artista.)
    Apodreceu uma grande quantidade de laranjas. (Apodreceu grande quantidade de laranjas.)