Kursy językowe Poznań
Kursy Poznań
Znajdujesz się w: Porto Alegre  »  Cantinho musical  »  Os Paralamas do Sucesso

     Os Paralamas do Sucesso, considerada como a melhor banda de rock brasileiro dos anos 80, é uma banda carioca fundada no final dos anos 70 e que é formada, praticamente desde o princípio, por apenas três integrantes: Herbert Vianna (guitarra e vocal), Bi Ribeiro (baixo) e João Barone (bateria). Os Paralamas fazem parte  do  quarteto sagrado do rock brasileiro, juntamente com o Barão Vermelho, Titãs e Legião Urbana, que apresentaremos em um futuro próximo. 

O primeiro grande sucesso da banda foi apresentado às radios brasileiras em 1983. “Vital e sua moto”, uma canção feita em homenagem ao primeiro baterista do grupo.

Em 1984, lançaram o álbum O Passo do Lui, que continha canções que se tornaram grandes sucessos nacionais e internacionais (Espanha, Portugal) tais como: "Óculos", "Me Liga", "Meu Erro", "Romance Ideal", "Ska". Graças a este álbum o grupo foi convidado a participar do Rock in Rio, onde consagraram-se definitivamente.

Em 1986, o grupo lançou o álbum Selvagem?, que também fez grande sucesso com canções que são até hoje tocadas nas rádios brasileiras tais como: "Alagados", "A Novidade", "Melô do Marinheiro" e "Você" (de Tim Maia).

Graças a este disco, a banda foi convidada a tocar no Festival de Montreux, em 1987. 

Um ano depois, foi lançado o álbum Bora-Bora que emplacou novos sucessos inesquecíveis tais como . "O Beco" ,"Quase Um Segundo" e "Uns Dias"

Depois vieram Big Bang e Arquivo, em 1989.

No começo dos anos 90 a banda começou a ser esquecida pelas rádios brasileiras e os álbuns lançados pela banda foram alvos de críticas e tiveram baixa aceitação do público. Por outro lado, um álbum com as versões das canções dos Paralamas em espanhol, tornou-se grande sucesso no exterior, especialmente na Argentina.

Em 1995, o CD Vamo Batê Lata, gravado ao vivo e com  4 músicas inéditas como por ex. "Uma Brasileira" e a controvertida Luís Inácio (300 Picaretas) , chamaram a atenção da crítica novamente para a banda, que voltou a ser tocada nas rádios.

Em 2000, lançaram uma segunda coletânea, Arquivo II, com músicas de todos os álbuns entre 1991 e 1998. Neste CD podemos encontrar um canção inédita "Aonde Quer Que Eu Vá" e que fez grande sucesso.

Em 2001, o vocalista e líder do grupo, Herbert Vianna, sofreu um grave acidente de ultraleve. Em consequência deste acidente, sua esposa, Lucy, veio a falecer e Herbert Vianna tornou-se deficiente físico, tendo que movimentar-se, desde então, com a ajuda de uma cadeira de rodas.

Em 2005, os Paralamas lançam o CD Hoje. A recepção foi boa e músicas como "2A", "Na Pista" e "De Perto" fizeram sucesso, embora não tenham sido grandes hits.

Em 2006, é lançado o documentário sobre Herbert Vianna, Herbert de Perto. A direção é de Roberto Berliner, que também dirigiu o DVD.

Em 2008, os Paralamas completam 25 anos de carreira, comemorados com uma série de shows junto com os Titãs, também há 25 anos na estrada. A série de shows culminou em um espetáculo realizado na Marina da Glória, Rio de Janeiro, lançado em CD e DVD e intitulado Paralamas e Titãs: Juntos e Ao Vivo.

Em 2009, os Paralamas lançam seu mais recente disco, Brasil Afora.

 

Uma brasileira

Rodas em sol, trovas em dó
Uma brasileira, ô
Uma forma inteira, ô
You, you, you

Nada demais
Nada através
Uma légua e meia, ô
Uma brasa incendeia, ô
You, you, you

Deixa o sal no mar
Deixe tocar aquela canção
One more time




Tatibitate
Trate-me, trate
Como um candeeiro, ô
Somos do interior do milho

E esse ão de são
Hei de cantar naquela canção
One more time

Nada demais
Nada através
Uma légua e meia, ô
Uma brasa incendeia, ô
You, you, you

E esse ão de são
Hei de cantar naquela canção
One more time...

 

        Lanterna Dos Afogados

Quando tá escuro
E ninguém te ouve
Quando chega a noite
E você pode chorar

Há uma luz no túnel
Dos desesperados
Há um cais de porto
Pra quem precisa chegar

Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar...ohohoh

Uma noite longa
Pra uma vida curta
Mas já não me importa
Basta poder te ajudar

E são tantas marcas
Que já fazem parte
Do que eu sou agora
Mas ainda sei me virar

Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar...ohohoh

Uma noite longa
Pra uma vida curta
Mas já não me importa
Basta poder te ajudar

Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar...ohohoh